sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Dilma desonera e simplifica impostos para melhorar economia


Em maturação desde junho, a primeira rodada de medidas econômicas anunciada pela presidenta reeleita do PT, Dilma Rousseff, será encaminhada ao Congresso nos próximos dias. O “pacote de bondades” virá no formato de projetos de lei complementar (ou mesmo medida provisória) e tem perspectiva de aprovação antes de 2015, para poder vigorar no ano que vem.

São medidas de cunho fiscal, que desoneram o setor produtivo. A primeira unifica e reduz de alíquotas do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria, estadual) para operações entre estados; e, a segunda, promove a fusão e simplificação do PIS/Cofins (federal), que vira um só.

A aplicação dessas medidas antecipa e dá partida a uma grande reforma tributária defendida durante a campanha à reeleição de Dilma, tanto por ela quanto pelos demais candidatos e segmentos políticos. Para o governo, seria um meio de resgatar a confiança do mercado financeiro, em um campo especialmente caro aos financistas – o da responsabilidade fiscal.

A implementação do projeto será gradual e terá um cronograma para convalidação dos projetos econômico-industriais, de forma a atenuar a perda de receita. Embora sob legalidade discutida na justiça, esses projetos foram implementados no contexto da guerra fiscal que se instalou entre vários estados da federação.

O PIS/Cofins vai virar um único tributo sobre valor agregado, com alíquotas fixas e geração de créditos tributários, devendo vigorar em plenitude em 2016. O período de transição até lá servirá a empresas e Receita Federal para adequação às novas rotinas administrativas.

Fonte: Agência PT de Notícias http://migre.me/mAvhQ

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Parabéns, Baião, pelos seus 235 anos!

Parabenizo o município de Baião, localizado na região do Baixo-Tocantins paraense, pelos seus 235 anos de fundação, completados no dia de hoje (30). Um abraço especial ao companheiro Nilton Farias (PT), carinhosamente conhecido como Saci, responsável pela brilhante administração da cidade, e ao valoroso povo baionense!


Parabéns, comerciário!


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Bordalo recebe representantes do Ministério Público

Recebi nesta terça-feira (29), em meu gabinete na ALEPA, o Procurador Chefe do Ministério Público, Dr. Marco Antônio das Neves, e os Promotores Samir e Manoel Moreta. 


Bordalo recepciona alunos de direito na Alepa

Recepcionei nesta terça-feira (29), durante sessão na Alepa, alunos do curso de Direito da Faculdade de Castanhal (FCAT), que acompanharam de perto o trabalho dos deputados paraenses na Casa Legislativa. Eles vieram acompanhados da coordenadora do curso, professora Luciana Chaves, e do professor Ives Freitas. Parabenizo a iniciativa dos educadores em aproximar o legislativo paraense dos estudantes.





Reportagem do Cidade Contra o Crime sobre a vistoria da Comissão de Direitos Humanos

Programa Cidade Contra o Crime, da RBA, realizou reportagem sobre a vistoria que a Comissão de Direitos Humanos realizou na Colônia Agrícola Penal de Santa Isabel.

Assista:
 

Bancada governista na ALEPA empurra com a barriga instalação da CPI

Edição de hoje (29) do Diário do Pará divulga que a bancada do Governo Jatene na ALEPA está empurrando com a barriga a tarefa de indicar representantes para instalação da CPI que pretende investigar indícios de corrupção e violação de sigilo fiscal na SEFA. O caso envolve a filha do governador Simão Jatene, Izabela Jatene, e Nilo Noronha, subsecretário da Fazenda Estadual. Vou à tribuna denunciar esta omissão da bancada governista!

Considero da maior importância devolver credibilidade à Fazenda, que é a alma da administração estadual. Ainda mais agora que a eleição acabou, não tem por que não investigar, esclarecer denúncias tão graves. Disse antes e continuo dizendo que a importância desse trabalho vai muito além da questão eleitoral.

 

Deputados visitam Americano e ficam revoltados


Alojamentos improvisados, alimentação e higiene precárias, contingente insuficiente e insegurança. “Fica evidente que há uma situação grave do Sistema Penal do Estado que envolve presos e o policiamento dessas casas penais. Os policiais merecem ser bem alojados e bem alimentados, um tratamento digno para cumprir sua função. É inadmissível que não sejam tratados com respeito e que não ofereçam a eles condições adequadas de trabalho e proteção”.
O relato do deputado Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado, revela a indignação dele, do deputado Edmilson Rodrigues (PSol) e do promotor de Justiça Militar Armando Brasil, após vistoria feita durante a tarde de ontem no Complexo de Americano diante da situação degradante à qual policiais militares lotados em Santa Izabel são submetidos para exercerem o trabalho de vigilância penitenciária.

O DIÁRIO divulgou, no dia 23 deste mês, denúncias do abandono e precariedade desses locais. A partir desses relatos que também chegaram à bancada parlamentar, deputados, promotor e Associação de Familiares das Praças do Pará constataram a veracidade das informações. De acordo com Bordalo, o contingente de policiais militares é baixo para o número de presos, que são apenas 29 policiais que se revezam em turnos para fazer a guarda do complexo externo, policiamento e vigilância externa. Somente no primeiro pavilhão de uma extensão de quase 1 Km que aloja cerca de 1.500 presos, apenas dois policiais militares fazem a segurança externa.
Para atender a demanda, os policiais se dividem numa escala de 24h por 48h. Durante esse tempo, as instalações visitadas pelos deputados são “lastimáveis, condições precárias de beliches, colchões degradados, banheiros ruins, instalações péssimas, uma cozinha totalmente inadequada. Na Colônia Agrícola, os guardas estão tendo que se alojar em barracas de camping”, detalha o deputado petista.
Um soldado da PM que há cinco anos está na corporação, mas há oito meses lotado no policiamento penitenciário, revelou que no último mês foi impedido de andar armado, ou seja, ele precisa sair da capital onde mora até Americano de ônibus, fardado e desarmado. Segundo ele, no alojamento da Colônia Agrícola Heleno Fragoso, localizada também no complexo, os “colchões são jogados no chão e há uma barraca de lona da Defesa Civil”. Além disso, segundo ele, o policial recebe R$ 350 de ticket de alimentação, sendo que o valor deve ser dividido para despesas da família e ainda para comprar enquanto está de serviço. “Não temos viatura à noite aqui. Se algum de nós passar mal, não tem como levar até o hospital. Somos coagidos por questão de saúde, horário a ser cumprido e outras coisas”, disse ele, que preferiu não revelar o nome.
Diante das péssimas condições de trabalho dos policiais, a Comissão de Direitos Humanos da Alepa e da Justiça Militar deverão elaborar um relatório e enviar nos próximos dias à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) cobrando providências imediatas de melhorias na qualidade de trabalho daqueles militares, pois, segundo o deputado Edmilson Rodrigues, o objetivo é resolver a situação no diálogo, o governo reconhecendo a necessidade de mudanças evitando uma ação judicial.
O promotor de Justiça Militar Armando Brasil disse que já determinou que fosse feita uma vistoria pelo Corpo de Bombeiros e que o comandante da polícia penitenciária preste informações no prazo de 48 horas sobre as denúncias. “A situação caótica demanda uma necessidade urgente de chamar o Executivo para firmar um Termo de Aditamento de Conduta (TAC), objetivando melhorar a qualidade de trabalho dos policiais militares que atuam aqui, já que não estão condizentes com a relevância da função”, ressalta.
Para Lidiane Cavalcante, coordenadora geral da Associação de Familiares das Praças do Pará, a realidade é preocupante, pois há quinze dias houve fuga de 14 internos do Centro de Triagem Penitenciária, que deveria abrigar detentos provisórios, mas não é o que está acontecendo. Segundo ela, foi feito remanejamento de detentos, porém presos sentenciados e de alta periculosidade permanecem na central, onde não há nenhum PM. Tentaram nova fuga cavando túnel na semana passada.
“A nossa maior preocupação é a parte física desses profissionais. Eles fazem juramento para proteger a sociedade, mas a integridade física deles não é protegida. Todos são policiais militares, estão para trabalhar, são pais de família e merecem ser respeitados”, diz Lidiane Cavalcante.

Fonte: Diário do Pará http://migre.me/myymo



Comissão de Direitos Humanos da Alepa vistoria alojamentos de PMs no complexo penitenciário de Americano


O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Carlos Bordalo (PT) e o deputado Edmilson Rodrigues (PSOL), integrante da Comissão, fizeram uma vistoria, na tarde desta terça-feira (28), nos alojamentos dos policiais militares que fazem a guarda de presos no Complexo Penitenciário de Americano, em Santa Izabel do Pará, Região Metropolitana de Belém.

Acompanhados do promotor de Justiça Militar, Armando Brasil; do comandante do Batalhão de Policiamento Ostensivo Penitenciário (BPOP), coronel Viana; e de esposas de militares da Associação dos Familiares das Praças do Pará, os deputados puderam ver de perto a situação na qual são alojados os policiais.

Durante a inspeção, os parlamentares constataram que, além do pouco efetivo policial, um dos principais problemas encontrados no local foi com relação à estrutura física precária. No dormitório do alojamento masculino, por exemplo, os colchões encontram-se bastantes gastos; dos cerca de seis ventiladores, apenas um funciona, e a única central de ar -- doada por uma associação -- que poderia dar um melhor conforto a eles, está quebrada.  Sem contar nos banheiros que estão sem assento nos vasos sanitários e com portas arrancadas. No refeitório, a falta de higiene é visível, os fogões estão enferrujados e um botijão de gás está armazenando de forma inadequada, o que compromete a segurança do local.

Já no alojamento feminino improvisado recentemente para abrigar policiais, a situação é mais degradante. Além de o dormitório ser pequeno, o vaso sanitário do único banheiro também não possui assento, o que coloca em risco a saúde das profissionais que precisam realizar suas necessidades íntimas.

Em uma sala que serviria para treinamento, a maior parte das cadeiras está quebrada, o forro veio abaixo e, além de sujo, o espaço ainda serve de garagem para um moto da polícia militar que está sem funcionar.

No alojamento dos policiais que fazem a guarda dos internos da Colônia Agrícola, o espaço é improvisado, não há paredes, apenas uma cobertura de telhados; os policiais dormem em colchões jogados ao chão e outros em uma barraca cedida pela Defesa Civil do Estado.

“É muito difícil trabalhar aqui. Não temos condições dignas de trabalho. Se ficarmos doentes, nem viaturas têm para nos socorrer daqui até Belém”, denunciou um policial militar que não quis se identificar.

Para Bordalo, a vistoria só confirma o que a Comissão já havia constatado há meses nas penitenciárias do Estado, a total falência do sistema penitenciário do Pará. “É estarrecedora as condições de trabalho desses policiais. É preciso que o governo tome medidas urgentes”, destacou.

O promotor da Justiça Militar, Armando Brasil, informou que já determinou que o Corpo de Bombeiro faça uma inspeção no local. Brasil também pediu que o comandante penitenciário preste esclarecimentos, no prazo de 48 horas, sobre as denúncias feitas pela Associação dos Familiares das Praças do Pará. Ainda de acordo com o promotor, a intenção daqui pra frente é firmar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para que tão breve os problemas sejam sanados.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

NOTA DE ESCLARECIMENTO

No último domingo (26) foi publicada neste blog, de forma indevida, pesquisa boca de urna com resultados do 2º turno das eleições 2014 para presidente da república e governo do Pará. Reiteramos que a referida publicação foi feita sem autorização da assessoria de imprensa do gabinete do deputado Carlos Bordalo (PT) e reforçamos o pedido de desculpas. Informamos, ainda, que a postagem foi excluída e que já estamos tomando as devidas providências sobre este fato.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

“Sou reconduzida para fazer as mudanças que a sociedade exige”, diz Dilma, após vitória


Duas horas depois de ser confirmada como presidenta reeleita da República, Dilma Rousseff agradeceu aos eleitores e militantes pela vitória neste domingo (26). Ela conclamou a todos os brasileiros ao diálogo, primeiro compromisso dela para o próximo mandato.
Dilma venceu por uma vantagem de quase 3,5 milhões de votos contra o candidato do PSDB, Aécio Neves. Apesar da margem apertada, a presidenta não acredita numa divisão do País, e, sim, no sentimento comum na busca por um futuro melhor.

“Sei que estou sendo reconduzida a presidência para fazer as grandes mudanças que a sociedade brasileira exige. Naquilo que meu esforço, meu papel e meu poder alcançam, pode ter certeza: estou pronta para responder a essa convocação”, discursou.
Dilma afirmou estar disposta a liderar as conquistas e reformas que o Brasil precisa, tal como a Reforma Política.

“Vamos continuar construindo Brasil melhor, mais inclusivo, mais moderno, mais produtivo, um País da solidariedade e das oportunidades. Um Brasil que valoriza o trabalho e a energia empreendedora. Um Brasil que cuida das pessoas com olhar especial para as mulheres, os negros e os jovens. Um Brasil cada vez mais voltado pra educação, pra cultura, para a Ciência e Inovação”, afirmou.

Emocionada, a presidenta reeleita conclamou o País a “dar as mãos e avançar para construir o presente e o futuro”. Segundo ela, “carinho, o afeto, o amor e o apoio” recebidos na campanha lhe deram energia para seguir em frente, com muito mais dedicação. “Hoje estou muito mais forte, mais serena e mais madura para a tarefa que vocês me delegaram. Brasil, mais uma vez, esta filha tua não fugirá da luta!”, disse Dilma.

Fonte: Agência PT de Notícias http://migre.me/muOry

domingo, 26 de outubro de 2014

Dilma é reeleita presidente do Brasil

Após uma campanha de intensa polarização no segundo turno, a presidente Dilma Rousseff (PT) foi reeleita neste domingo (26) e impediu a virada do senador mineiro Aécio Neves, candidato do PSDB - nunca um candidato que ficou em segundo lugar no primeiro turno foi eleito presidente do Brasil. 
Com a vitória, o Partido dos Trabalhadores vai para o quarto mandato seguido e deverá completar 16 anos à frente do governo federal.
Primeira mulher a presidir o país, a petista liderou a votação no primeiro turno, mas passou a maior parte da campanha do segundo turno em situação de empate técnico com Aécio nas pesquisas de intenção de voto
É a quarta derrota seguida que o PT impõe aos tucanos nas eleições presidenciais. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma venceram José Serra – duas vezes -- e Geraldo Alckmin nas eleições de 20022006 e 2010.
Com Dilma, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) também foi reeleito. Os dois tomarão posse do novo mandato em 1º de janeiro de 2015. 

sábado, 25 de outubro de 2014

A nossa decisão neste segundo turno

Amigos e amigas,


neste domingo (26) seremos convocados, mais uma vez, para exercer o nosso dever cívico e a nossa cidadania. Devemos todos dar a nossa contribuição para uma sociedade mais justa! A candidatura de Dilma é a garantia de que as conquistas dos últimos 12 anos não sofrerão retrocesso e nenhum desvio de rumo. Para defender os interesses do povo trabalhador, precisamos reeleger a nossa Presidenta!


Também vamos decidir o destino do Estado do Pará, onde o ciclo tucano tem como seu mais evidente fracasso o agravamento da miséria e da desigualdade. O Pará precisa de um novo arranjo de forças, de uma liderança jovem, que tenha condições de enfrentar e vencer os reais problemas da nossa gente. Esta é a proposta de Helder. Vamos em frente, com fé na vitória!

#Helder15   #Dilma13   


sexta-feira, 24 de outubro de 2014

O dilema de Aécio depois das últimas pesquisas


Aécio despencou no pior momento em que alguém pode despencar numa campanha eleitoral: às vésperas da ida às urnas. Repete-se com ele no segundo turno o que acontecera com Marina no primeiro: parecia tão perto o grande prêmio e de repente ele está tão longe. 

Pode ocorrer ainda uma virada? Sim. Mas as possibilidades são meramente matemáticas.
Imagine um jogo de futebol em que no primeiro tempo o placar seja 5 a 0. Lembrou o Brasil contra a Alemanha? Sim. Teoricamente, o jogo pode terminar 6 a 5 para a equipe que foi destroçada nos 45 minutos iniciais. Mas, na prática, é uma chance estatisticamente insignificante.

A ascensão de Dilma tem bases sólidas demais para sua candidatura desabe a esta altura. Sua aprovação aumentou expressivamente depois dos programas eleitorais, em que ela pôde mostrar obras que a mídia ignorou ao longo dos últimos quatro anos, ou por inépcia ou por má fé, ou por ambas as coisas.



Ao mesmo tempo, a rejeição a Aécio disparou. Mesmo com todo o antipetismo vigente no país, e alimentado pela mídia, Aécio é agora mais rejeitado que Dilma.

A agressividade dele nos debates contra Dilma aparentemente só agradaram os chamados pitbulls. A voz rouca das ruas, mostram as pesquisas, não achou bonito um candidato ser tão desrespeitoso com uma senhora mais velha que ele, e ainda mais sobrevivente de um câncer.
O ser humano é assim, desde sempre, e é incrível que a equipe de Aécio não o tenha orientado a ser menos grosseiro e mais civilizado.

O grande liberal britânico Burke, um crítico desde sempre da Revolução Francesa, jamais aceitou a maneira como os homens da França trataram Maria Antonieta. Ele falou da “covardia” masculina francesa com cintilante indignação. Para Burke, a visão de uma mulher acossada pela força de um homem era um pecado irreparável. Um dos motivos de seu ódio da Revolução residiu no “déficit civilizatório” dos franceses.

Nossos liberais não devem ler Burke, e é uma pena para eles.
Agora, Aécio fica na seguinte situação. Se for agressivo, vai ser ainda mais rejeitado, sobretudo pelas mulheres — grupo que reúme o maior número de indecidos.

Se baixar o tom, as coisas tenderão a ficar exatamente como estão, com ele atrás.
Não há marqueteiro capaz de encontrar resposta para este dilema enfrentado por Aécio quando os brasileiros já começam a tirar seus títulos de eleitor da gaveta.


Fonte: DCM

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Pesquisa mostra vitória de Dilma no 2º turno

Pesquisa IBOPE de hoje (quinta-feira, 23) mostra que a vantagem da Presidenta Dilma sobre Aécio chegou aos 8 pontos. A petista tem 54% dos votos válidos e o tucano, 46%. Vamos seguir trabalhando até o próximo sábado! Com muita fé na vitória!



Estudantes da UFPA apoiam Dilma 13

Estudantes da Universidade Federal do Pará fizeram um ato em apoio à reeleição da presidenta Dilma Rousseff. Para os jovens, reeleger Dilma é lutar "por um Brasil mais justo, pelo enfrentamento das desigualdades regionais e em defesa da universidade pública". Orgulho dos nossos universitários! http://ow.ly/DeNIT


Dilma reitera compromisso com as mulheres


A caminhada da presidenta Dilma Rousseff pelas ruas de Duque de Caxias (RJ), nesta quarta-feira (22), reforçou a luta pelos direitos das mulheres e no combate à violência. Ela declarou que continuará criando oportunidades para que as mulheres brasileiras tenham maior autonomia e qualidade de vida.

“A minha eleição afirmou o poder das mulheres brasileiras de fazer e de ser. No meu governo, as políticas sociais foram direcionadas para as mulheres”, destacou Dilma antes de participar de caminhada.

Hoje, 93% dos titulares do cartão do Bolsa Família são mulheres. Quase 70% dos imóveis da faixa 1 do Minha Casa Minha Vida – famílias com renda de até R$ 1,6 mil – estão no nome de mulheres. “As políticas que fizemos para micro e pequeno empreendedor também beneficiaram as mulheres. Mais da metade dos microempresários e microempreendedores individuais são mulheres”, apontou Dilma Rousseff.

No próximo mandato, a Casa da Mulher Brasileira será uma das principais ações do governo Dilma para a mulher vítima de violência. “O combate à violência contra a mulher tem que ser cercado de acolhimento e do reforço da autonomia da mulher”, afirmou a presidenta, destacando ainda que o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), o Programa Universidade Para Todos (Prouni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) reforçam a autonomia da mulher ao oferecer acesso à Educação.

Faixa – Na caminhada em Caxias, Dilma recebeu como homenagem uma faixa de combate à violência contra as mulheres, que ela considerou “tão importante quanto a faixa presidencial”. O presente foi entregue por integrantes da escola de samba Acadêmicos do Grande Rio.

A presidenta ainda firmou compromisso de lutar por melhoria de condições de vida tanto para a baixada fluminense quanto ao resto do Brasil.
“Criamos as oportunidades para as pessoas mudar de vida e vamos continuar criando. Dia 26 está chegando. Vamos ter de lutar minuto a minuto pra que essa eleição seja a que aqueles que querem o bem do país vençam”, discursou.

Fonte: Agência PT de notícias

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Partidos aliados de Jatene ainda não indicaram integrantes da CPI do “dinheirinho” na Alepa


Dos dois maiores partidos (PMDB e PT) que compõem a bancada de oposição ao governo do estado na Assembleia Legislativa do Pará, além do DEM, apenas o PSDB e o PSD (base governista) ainda não indicaram os seus respectivos titulares e suplentes que irão compor a Comissão Parlamentar de Inquérito, conhecida como CPI do “dinheirinho”, para investigar possível tráfico de influência para fins não esclarecidos na Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), envolvendo a filha do governador Simão Jatene, Izabela Jatene, e o subsecretário da Sefa, Nilo Noronha.

Pelo critério de proporcionalidade dos partidos, a CPI será composta por cinco membros pertencentes as siglas mais representativas da Casa e seus respectivos suplentes -- incluindo o presidente e o relator -- que, em ambos as circunstâncias, não pode ser o autor da proposição, neste caso, o deputado Bordalo (PT), apesar dele ter assento obrigatório na comissão, conforme o regimento interno da Casa.

Até o momento, os parlamentares que compõem a CPI são: Haroldo Martins -- titular e Nélio Aguiar -- suplente (DEM); Chicão -- titular e Simone Morgado -- suplente (PMDB); Bordalo -- titular e Edilson Moura -- suplente (PT).

Após composta a lista com os cinco membros que integrarão a CPI, será convocada uma reunião para instalação da comissão e, consecutivamente, a escolha, por votação, do presidente e do relator.

Na próxima terça-feira, dia 28, encerra-se o prazo (10 dias) para que os partidos (PSDB e PSD) que ainda não indicaram seus membros apresentem seus representantes na CPI. Caso isso não ocorra, o presidente da Casa, deputado Márcio Miranda (DEM), terá a prerrogativa de indicar os integrantes que ainda faltam para compor a comissão.

Escândalo

No último dia 21 de setembro, o jornal Diário do Pará revelou, em matéria de capa, o diálogo escandaloso envolvendo a filha do governador Simão Jatene (PSDB), Izabela Jatene, e o subsecretário da Sefa, Nilo Noronha. Na conversa feita por telefone e autorizada pela justiça, Izabela pede a Nilo a lista das 300 maiores empresas do estado, no intuito de “recolher esse dinheirinho deles”.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Comício Helder 15 e Dilma 13 em Salinas

Participei nesta segunda-feira (20) de comício em Salinas, com demais lideranças, para defender a eleição de #Helder15 no Pará, e a reeleição da Presidenta #Dilma13 no país. Vamos manter o trabalho até o próximo sábado!


Comício Dilma 13 e Helder 15 em Japirica

Participei também nesta segunda (20) de comício em Japirica, a 19 km de São João de Pirabas. Estiveram presentes também a deputada Simone Morgado e o Senador Paulo Rocha. Defendemos as candidaturas de #Helder15 e de#Dilma13


Dilma compara governos do PT e acua Aécio na Record


No penúltimo debate, na noite deste domingo (19), na Rede Record, a presidenta Dilma Rousseff  fez uma comparação do alto índice de desemprego no penúltimo ano do governo tucano com a geração e empregos nos governos do PT. “Vocês (PSDB) conseguiram um recorde nacional e internacional de 11,5 milhões de trabalhadores desempregados no Brasil. Só perdia para Índia”, disse.

Ela lembrou  também a declaração de Aécio Neves, que estaria pronto para tomar medidas impopulares, e da sua atuação enquanto deputado para tirar leis trabalhistas. “Em 2001 o desemprego estava extremamente elevado no Brasil. Naquela época, o PL 5873 que trocava os direitos consolidados na CLT por um simples acordo foi colocado na pauta”, disse, ao lembrar que seu governo tem as menores taxas de desemprego da história, com a criação empregos formais.

Dilma se perguntou como a mesma equipe econômica que promoveu recessão, vai poder oferecer algo diferente ao brasileiro. “O cozinheiro é o mesmo, Armínio Fraga. Receita é mesma, a recessão, recessão, recessão. E o resultado é o mesmo, desemprego arrocho e alta taxa de juros. A quem serve isso? Ao povo que não é”.

Escolas Técnicas -o presidente nacional do partido, Rui Falcão, disse que Dilma se destacou principalmente ao falar sobre as escolas técnicas. Durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, foram construídas apenas 11 unidades, enquanto Lula e Dilma totalizaram 420. “Eles proibiram escolas técnicas e nós fizemos. Isso ficou bem claro”, disse Rui.

O ministro da Casa Civil, Aloízio Mercadante, avaliou que Aécio Neves teve dificuldades em aceitar as comparações entre o governo petista e o dos tucanos. “Eles deixaram o país quebrado, com 11,4 milhões de desempregados, com uma inflação de 12,5% e nós recuperamos esse País”, justificou.

Para Mercadante, o debate foi qualificado, por focar nas diferenças de propostas dos dois candidatos. Essa conduta, em sua avaliação, é favorável à Dilma. “Quanto mais se discutir, mais a gente cresce. Se permitir debater a fundo o que era o Brasil no tempo deles, comparado com o nosso e o que foi a gestão dele como governador, as pessoas entenderão porque Aécio perdeu em Minas”, acrescentou.

Para o coordenador da campanha da presidenta, Miguel Rossetto,  o ponto alto de Dilma nesse debate foi sua consistência. “Por demonstrar capacidade a partir de suas realizações, ela se mostra uma presidenta segura, sólida e preparada para continuar essa grande agenda de desenvolvimento que o Brasil está vivendo”, disse.

Fonte: Agência PT de notícias

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Matéria especial veiculada no JN mostra como era o Brasil na gestão dos tucanos

Matéria especial sobre a fome no Brasil veiculada no Jornal Nacional, da Rede Globo, mostra como era o país na gestão do ex-presidente tucano FHC, em 2012, o mesmo que apoia Aécio Neves para presidência do Brasil. Entre um presidente que deixou a fome imperar no Brasil e outro [Lula-aliado de Dilma] que tirou milhares de brasileiros da miséria, sendo inclusive premiado no exterior, qual você prefere? Não podemos voltar ao passado! #Dilma13. 




Investimentos do governo Jatene no Pará são os piores dos últimos 17 anos


Em 2010, a estimativa era que as receitas do Pará somariam uns R$ 50 bilhões, de 2011 a 2014. No entanto, até o final deste ano, elas deverão ultrapassar R$ 62 bilhões. Ou seja, somarão uns R$ 12 bilhões acima do previsto.

E é aí que está o problema: onde é que foi parar todo esse dinheiro?

Apesar do espetacular aumento da receita, os níveis de investimento de Jatene são os piores dos últimos 17 anos (pelo menos) e atingirão, com muita sorte, uns R$ 4,2 bilhões, entre 2011 e 2014.

Ou seja: não chegarão nem perto de 10% da receita.

E isso apesar de o próprio Jatene ter afirmado, em abril de 2011, segundo a Agência Pará: “O Governo que não se dispuser a usar pelo menos 10% do que tem nos cofres em investimentos não terá feito absolutamente nada". 

Em 2011, de tudo o que o Jatene gastou apenas 4,51% foram destinados a investimentos – o pior índice do Pará, nos últimos 17 anos (e, talvez, de toda a História deste estado).

Em 2012, os investimentos ficaram em apenas 6,19% - o segundo pior índice em quase duas décadas.

Em 2013, fecharam em apenas 7,19% - o quarto pior resultado em quase 20 anos.

É por isso que, nos últimos três anos, o Pará foi sempre o lanterna de investimentos da Região Norte; o estado que menos gastou com investimentos, em relação à despesa total.

Pior: nestes últimos três anos, o Pará perdeu até para os paupérrimos Piauí e Maranhão.


* Análise da jornalista Ana Célia Pinheiro sobre a arrecadação e os investimentos feitos por Jatene no estado do Pará nos últimos 17 anos.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

A educação brasileira sob a ótica dos tucanos


Nesta semana em que se comemora o Dia do Professor, nunca é demais lembrar a visão dos tucanos sobre a educação brasileira, sobretudo aos mais jovens.

Na gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (1995 a 1998 e de 1999 a 2002), por exemplo, pouco – ou quase nada -- se investiu em educação. FHC deixou as universidades federais à míngua, não fez investimentos em ciência e tecnologia. Na outra ponta, comparando os 8 anos de governo Lula e mais 4 anos de Dilma, os ganhos para educação foram gigantescos. Nesse período, foram construídas 18 novas universidades federais no país (duas delas só no Pará: Ufopa e Unifesspa). Também foram feitos investimentos em pesquisa desde a graduação, por meio do programa 'Ciências sem Fronteiras', que mandou mais de 100 mil jovens às universidades de ponta no exterior para aprimorar seus conhecimentos.

Nos governos Lula e Dilma, a quantidade de universitários do país mais do que dobrou, saltando de 3 milhões para mais de 7 milhões.

Já nas gestões recentes dos ex-governadores tucanos de Minas, Aécio Neves e Anastasia, os avanços na educação foram pífios e sobram críticas.

Saiba o por quê nos links abaixo:

http://migre.me/miTFm

http://migre.me/miTC2

Brasil é destaque no Dia Mundial da Alimentação


No Dia Mundial da Alimentação, comemorado hoje  (16), a Organização das Nações Unidas (ONU), com o tema 'Preço dos Alimentos - da crise à estabilidade', chama a atenção da sociedade e dos governos para a promoção da cooperação na luta contra a fome e a pobreza no mundo. Neste mote, a agricultura familiar brasileira tem uma grande contribuição a dar. A maioria dos alimentos consumidos no País é produzida por agricultores e agricultoras familiares, como, por exemplo, 83% da mandioca, 70% do feijão e 58% do leite. Além de promover a segurança alimentar e gerar renda, a agricultura familiar colabora significativamente para estabilidade dos preços dos alimentos.
  
Segundo o último relatório global da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), o Brasil saiu do Mapa Mundial da Fome.  O relatório mostra que o Indicador de Prevalência de Subalimentação, medida empregada pela FAO há 50 anos para dimensionar e acompanhar a fome em nível internacional, atingiu no Brasil nível menor que 5%, abaixo do qual a organização considera que um país superou o problema da fome.


Fonte: MDA